Home / Comunicação Visual /

Aproveite estas 7 dicas para criar álbum de fotografias incríveis

criar álbum

Aproveite estas 7 dicas para criar álbum de fotografias incríveis

No mundo digital de hoje, lembranças tangíveis como álbuns de fotografias têm maior significado e maior valor do que nunca. Quantos de nós limitam as fotografias, e todos os momentos que estas significam, a pastas perdidas no computador ou em discos externos? A perda da tradição de criar álbuns de fotografias para preservar estas memórias foi-se extinguindo com o passar do tempo e o domínio da tecnologia digital na nossa sociedade.

No entanto, sou forte apologista de que não há nada como ter um bom álbum de fotografias em casa para mostrarmos às nossas visitas, amigos e familiares os momentos mais importantes das nossas vidas. Ter de usar um computador ou projetor para exibir tais fotografias torna a experiência mais fria e desinteressante. Além do mais, neste caso existe até excesso de conteúdos.

Neste artigo apresento algumas dicas úteis para criar álbuns de fotografias.

7 dicas para criar álbum de fotografias incríveis

1 – Não se acobarde

Para criar álbuns de fotografias, precisa primeiro de se comprometer a fazê-lo bem. Há uma grande diferença entre esforçar-se para produzir um álbum e “ir fazendo”, acabando por desistir da tarefa quando estiver demasiado cansado para continuar… e nunca terminar. O ideal é que tenha uma estratégia para impedir que as coisas fiquem fora de controlo (o que pode acontecer com muita facilidade). Comprometa-se a investir algum tempo, especialmente no início, e verá rapidamente que é possível economizar tempo e dores de cabeça no futuro.

2 – Repense a sua definição de álbum

Quando as pessoas pensam em criar álbuns, muitas vezes sentem-se desmotivadas mesmo antes de começarem, porque assumem logo que todos os álbuns têm que ser grandes e caros. Mas a verdade é que podem ser o que você quer que eles sejam. Não há regras: podem variar em tamanho, forma e, claro, preço. Os custos de materiais, em média, variam entre 50 dólares e podem ir até aos 500 dólares. Mas a sua escolha estará sempre dependente do seu orçamento e intenção.

3 – Softwares

Se quer criar o seu catálogo de fotografias digitalmente, para futura impressão, então existem de facto alguns softwares para o ajudar. O Photoshop poderá ser a sugestão que vem à sua cabeça numa primeira instância, mas este software foi criado para editar imagens, não para projetar layouts de várias páginas.

Abraçar ferramentas de layout profissional como o InDesign fará maravilhas para acelerar o seu fluxo de trabalho e reduzir o stress. Por exemplo, o que levaria oito horas para construir no Photoshop pode ser realizado em menos de uma hora com o InDesign.

   

Quando terminar o desenho do álbum, esqueça todas as dores de cabeça e problemas associados a formatos de .jpgs ou provas de .pdf: use ainda um serviço de revisão de álbuns online, como o Banti Album Proofing. Basta passar o seu álbum por este programa para assegurar que está tudo impecável para a impressão.

4 – O espaço em branco é seu amigo

Tenha bem em mente que criar um álbum não é necessariamente enchê-lo com tantas imagens quanto poderá conseguir inserir numa página. O espaço branco não é seu inimigo. Não permita que a força das suas imagens seja diluída por volume. Livre-se de imagens que não servem uma finalidade ou que não desempenham um papel fundamental na história que está a contar. Como Bruce Lee disse: “Retire o inessencial”.

5 – Fique longe das modas

Lembre-se de coloração seletiva? Grandes sombras de gota peluda, imagens com opacidades baixas, swirly-doodles e similares podem arruinar rapidamente o seu álbum. Se quiser fazer algo clássico, que parece ter uns bons 50 anos, lembre-se de Leonardo Da Vinci e concentre-se na simplicidade. Como disse Da Vinci, “Simplicidade é a sofisticação final”.

6 –  Seja consistente

Um dos princípios mais básicos do design é a repetição. Embora este principio não signifique que deve repetir a mesma imagem ou o mesmo layout vezes e vezes sem conta, é necessário que seja consistente com certos detalhes, como tratamento de imagem, alinhamento e espaçamento. Nestes casos, use a repetição como um princípio de design fundamental para criar consistência.

Imagine o quão estranho seria se o seu catálogo apresentasse diferentes layouts, tivesse um fundo colorido diferente ou as imagens repetidas tivessem sombras e golpes, enquanto outras não. Seria desconfortável e esteticamente inconsistente.

7 – Gráfica

Por fim, recomendamos que imprima todos os seus conteúdos, fotografia ou álbum (caso tenha sido realizado num software) uma gráfica com o equipamento certo e adequado para tal. Mesmo que tenha de pagar para ter tal trabalho feito, as fotografias ficarão com uma qualidade superior. Se preferir imprimir as suas fotografias em casa, poderá fazê-lo seguindo as recomendações que apresentamos neste artigo.

+ de 30.000 Subscritores

Junte-se à nossa comunidade e receba em primeira mão o nosso conteúdo.


O seu nome*

O seu e-mail

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *