Descubra uma das primeiras fotocopiadoras de sempre

A tecnologia a que estamos habituados hoje permite-nos obter a impressão de um documento em menos de 5 segundos. O mundo da ciência está tão avançado que até as impressoras 3D (que já foram tema de discussão no nosso blog) estão a vulgarizar-se e permitem mesmo imprimir utensílios que usamos no dia-a-dia.

No entanto, quais as raízes de toda esta tecnologia que herdamos e que molda hoje o nosso mundo? É isso mesmo que vamos investigar, partindo numa aventura através do tempo e da história para conhecer uma das primeiras máquinas de impressão da Xerox, cujos modelos orientaram as técnicas de impressão moderna.

Há muitos, muitos anos atrás, para imprimir grandes quantidades de um documento – como acontecia com os panfletos, cartões, formulários e até mesmo talões e recibos – era necessário usar processos de impressão quase medievais que, uma vez automatizados, permitiam a impressão em grandes volumes e a um custo viável.

Estes métodos mais artesanais eram usados para executar trabalhos de tipografia, serigrafia e até mesmo de impressão offset. O bem conhecido mimeógrafo era na altura a base de quase todos os processos, embora por vezes os profissionais usassem técnicas de datilografia para alcançar a impressão pretendida pelo cliente.

Claro está que, para realizar com sucesso todos estes processos, existia sempre um custo inicial. Enquanto hoje basta escolher a opção “Imprimir” no computador, na época era necessária mão-de-obra para elaborar a matriz e ajustar a máquina para imprimir massivamente o conteúdo. Por vezes, letra a letra, em pequenos pedacinhos de chumbo, postos lado a lado para formar palavras, frases, parágrafos… enfim, textos inteiros! Já imaginou quanto seria o preço final se o cliente quisesse apenas uma ou duas cópias?

xerox-model-a-fotocopiadoras
Xerox Model A

As primeiras fotocopiadoras revolucionárias da Xerox

Mas em 1949, perante um mundo em mudança, a The Haloid Company – que hoje conhecemos como Xerox – fez chegar ao mercado uma máquina que imperou uma revolução tecnológica gigantesca no mundo da tipografia.

O nome era Xerox Model A. Criada por Chester Floyd Carlson e por Otto Kornei, baseava-se num processo de cópia a seco tendo como base um sistema elétrica. Xerografia: foi assim que o processo foi chamado. Daí o nome Xerox que a empresa adotou anos mais tarde.

xerox-914-fotocopiadoras
Xerox 914

Então, o processo de xerografia era inovador porque permitia usar luz para ler um documento original e polarizar um cilindro revestido de selênio que, por sua vez, atrai o toner para si e transfere o conteúdo para o papel: o resultado é uma cópia idêntica à original. Hoje, usamos principalmente impressoras de laser que, ainda que sendo mais rápida e efetivas, recorrem a este princípio básico da xerografia.

Não é difícil perceber o sucesso que a Xerox Model A fez no mercado, pois não? Ainda assim, a máquina tinha de ser manejada por um profissional, responsável por vigiar todo o trabalho da Xerox Model A e que conhecesse as particularidades da máquina.

Esta era uma falha que a empresa queria corrigir e que, dez anos mais tarde, conseguiu ao lançar a Xerox 914, que copiava documentos com 9 polegadas de largura (22,8 cm) por 14 polegadas de altura (33,5 cm).

Mas a grande novidade é que a Xerox 914 era automática, já muito semelhante às máquinas fotocopiadoras que usamos hoje: coloca-se o documento original numa área com vidro, baixa-se a tampa e inicia-se a cópia depois de pressionar um botão.

O facto de ser tão simples e de obrigar apenas a pessoa a carregar num botão acabou com a necessidade de preparar um profissional para executar simplesmente aquela tarefa. Na década de 1960, mais de dois terços do lucro recebido pela Xerox deveu-se à comercialização deste modelo.

aluguer de fotocopiadoras, artes gráficas, criação de artes gráficas, empresas de artes gráficas, fotocopiadoras, fotocopiadoras preços, impressão artes gráficas, técnico de artes gráficas, técnico em artes gráficas, visual artes gráficas, Xerox


André Ferreira

Nascido e criado no universo da publicidade, é impensável eu estar noutro lugar. Sou o fundador do Blog Publicidade & Marketing e também Digital Marketeer de profissão, mas sobretudo acredito que qualquer pessoa consegue alcançar o seu sucesso, através de muita dedicação e só com o apoio das ferramentas correctas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.