Home / Empreendedorismo /

5 passos para que consiga encontrar o seu foco empresarial

Revolution Slider Error: Slider with alias mm not found.

Maybe you mean: 'pm'
foco empresarial

5 passos para que consiga encontrar o seu foco empresarial

O meio digital trouxe muitas vantagens à forma como realizamos negócios. Todavia, e como já tive oportunidade de dizer em oportunidades anteriores, a tecnologia é boa ou má dependendo do uso que lhe damos. Quero com isto tudo dizer que, rodeados por um excesso de informação constante, se torna por vezes muito difícil conseguir gerir todos os processos empresariais e definir o foco empresarial a perseguir. Seja uma notificação no Facebook que perturba a nossa concentração, uma mensagem com um convite para jantar ou até mesmo um e-mail a chegar a cada 5 minutos.

O foco empresarial é a bússola que deve orientar o seu negócio rumo ao sucesso. Se não tiver este tipo de foco, está não só a habilitar perder-se no caminho, como também a incorrer o risco de nunca chegar às metas que se tinha proposto. E ninguém deseja que isso aconteça, pois não?

Por essa razão, ao longo dos próximos parágrafos compilei aqueles que considero serem 5 passos essenciais para conseguir encontrar foco empresarial. Trata-se de pequenos conselhos – alguns dos quais baseados na opinião de especialistas – que o ajudarão a manter-se concentrado no local de trabalho.

5 passos para que consiga encontrar o seu foco empresarial

1 – Dê um passo atrás

Antes de mais, se está demasiado focado em certos aspetos do seu trabalho, o melhor a fazer é dar um passo atrás. O  meu primeiro conselho passa então por aconselhá-lo a parar e a encontrar momentos de ociosidade. Por vezes precisamos mesmo de dar um passo atrás para dar dois para a frente.

Uma citação de Leonardo Da Vinci traduz este espírito melhor do que nada: “De vez em quando, vá embora, relaxe, e quando voltar ao trabalho, verá que o seu julgamento é mais seguro.” Nos momentos em que tiver bloqueios criativos, ou quando não conseguir passar de uma determinada tarefa, afaste-se da secretária durante um momento.

Tal e qual como um artista que recuou de uma pintura para analisar o panorama geral, o tempo longe do trabalho pode proporcionar uma perspectiva melhor. Não precisa de tirar folgas ou férias sempre que se sentir desorientado: por vezes, uns minutos para uma pausa de café serão suficientes.

2 – Defina o seu método

Em seguida, defina o seu método de trabalho – a coisa importante mais que o define. Podemos estar a trabalhar num mundo de possibilidades ilimitadas, mas também fazemos parte de um mundo de tempo limitado. Pela minha experiência própria, sei que cada pessoa tem o seu método de trabalho próprio e sabe exatamente as condições de que necessita para fazer o seu trabalho e o fazer em condições.

   

Se ainda não tem um método, descubra-o. Determine o que é feito usando filtros, teste prazos, valores, tempo disponível ou recursos, e organize o seu dia em torno das coisas importantes – grandes ou pequenas.

3 – Use os recursos de que dispõe

Em seguida, crie tempo para trabalhar, cuidando das coisas que o distraem. As coisas inesperadas aparecem sempre pelo caminho, no dia a dia, mas pode planear distracções comuns e conhecidas. Por exemplo, se se confrontar com “ruído” que não o permite concentrar, procure solidão ou substitua o som por algo calmante.

Outra opção é usar um temporizador de contagem regressiva e limitar uma tarefa a uma certa quantidade de minutos, para que possa gerir o seu tempo. Um outro conselho: desligue as notificações de e-mail e redes sociais. Mesmo que opte por não responder, a sua mente vai tomar nota da interrupção e a curiosidade irá compeli-lo a ir ver a mensagem que recebeu.

4 – Dê a conhecer o seu método

Dê a conhecer aos seus colegas, familiares e amigos o seu método. É importante que saibam o que é importante para si, para que possam apoiá-lo, respeitar o seu tempo e contribuir para o seu sucesso.

Além do mais, dar a conhecer o seu método a outros poderá ser também importante para eles para que melhor se coordenem consigo rumo à concretização de objetivos.

5 – Pense em metas

Finalmente, mantenha a sensação de estar sobrecarregado, concentrando-se em marcos que consegue ver à sua frente e que o motivam a avançar. Imaginemos que você gosta de correr todas as manhãs. Em vez de se concentrar em quilómetro, a sua corrida é orientada pela conquista e passagem de certos marcos pelo caminho: um poste, um determinado edifício, um automóvel estacionando num determinado ponto. Concentre-se em ficar focado em certos marcos por uma hora ou um dia em vez de olhar para tudo o que está à sua frente.

+ de 30.000 Subscritores

Junte-se à nossa comunidade e receba em primeira mão o nosso conteúdo.


O seu nome*

O seu e-mail

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *