Home / Anúncios Criativos /

Que tipos de cartazes publicitários existem e como os posso usar?

tipos de cartazes

Que tipos de cartazes publicitários existem e como os posso usar?

Se sairmos para a rua e decidirmos contar cada cartaz que virmos pelo caminho, vamos perder-nos na conta em poucos minutos. Os cartazes, como bem sabemos, continuam a ser em pleno século XXI uma excelente ferramenta de comunicação nas mãos de publicitários e profissionais de marketing. Por muito que continuem a emergir novas formas de comunicar, como as redes sociais e os anúncios pagos nos motores de pesquisa, não há nada como um bom cartaz para nos impactar enquanto seguimos a nossa vida no dia-a-dia.

Os cartazes são impressos que permitem comunicar com um elevado número de pessoas em simultâneo, transmitindo uma mensagem de forma rápida e prática. Para que assim seja, devem ser afixados em locais públicos e, como se trata de um produto de marketing direto, esses espaços devem frequentados por pessoas que possam estar interessadas na informação. O custo de produção e investimento, por ser incrivelmente baixo,

No entanto, leia bem a frase que dissemos acima: “não há nada como um bom cartaz para nos impactar enquanto seguimos a nossa vida no dia-a-dia”. Isso mesmo. O ideal é que crie um bom cartaz, um cartaz que não só capte a atenção do consumidor mas que o deixe a conhecer, logo no primeiro impacto, aquilo que está a tentar comunicar.

Afinal de contas, um cartaz tem um objetivo, seja qual for o tipo de cartaz de que estamos a falar: inserir uma ideia na cabeça da audiência que conduza a uma reflexão ou mudança de comportamento. Os cartazes bons são aqueles que conseguem levar o consumidor até à sua empresa e que já vai decidido a fazer a compra.

No entanto, além do cartaz comercial, existem outro tipo de cartazes que veiculam mensagens distintas. É esse mesmo tipo de cartazes que vamos ver a seguir, um a um, mostrando um exemplo para cada um.

Que tipos de cartazes existem?

Cartazes publicitários ou comerciais

Estes são, sem dúvida, os cartazes mais comuns e usuais. Os cartazes publicitários ou comerciais promovem uma ação que pode trazer bons resultados a uma empresa. Este tipo de cartazes encontra-se muito associado a produtos ou serviços de atividades lucrativas, cujo objetivo principal é divulgar.

Cartazes culturais

   

Gosta de cultura? Os cartazes culturais promovem eventos de interesse público devido a motivos profissionais ou de lazer. Onde encontramos este tipo de cartazes com frequência é no caso de exposições de arte, espetáculos, concertos, filmes, concentrações, entre tantos outros.

Cartazes informativos ou educativos

Lembra-se do que dissemos acima acerca dos cartazes conduzirem a mudanças de comportamento? Bem, o comportamento não depende obrigatoriamente que gaste dinheiro. Pode mesmo ser um comportamento tão simples como incentivá-lo a poupar água, ou seja, com um caráter informativo ou educativo. Este tipo de cartazes possibilitam comunicar informações que têm por base a aprendizagem. São muito utilizados nas escolas porque permitem transmitir conhecimentos de forma criativa.

Cartazes sociais

Também relacionados com a mudança de comportamentos, mas não necessariamente envolvendo a componente de demonstrar o know-how, os cartazes sociais procuram corrigir falhas do comportamento cívico da sociedade e alertam para causas sociais. No fundo, o grande objetivo destes cartazes é denunciar questões que afetam a vida das pessoas. Muitos destes cartazes, como aquela que se encontra acima, procuram mesmo chocar a sensibilidade da audiência.

Cartazes políticos

Os cartazes políticos são aqueles que destacam ideais políticos, mensagens sobre determinado assunto que tenha impacto na política ou podem apenas remeter para um partido. O objetivo passa sempre por divulgar a identidade dos seus membros, reforçar a sua credibilidade e influenciar as massas. Para este caso decidimos escolher um cartaz dos dias da União Soviética que foram especialmente talentosos em criar propaganda através dos seus cartazes políticos que ainda hoje continuam a ser usados como referências estéticas.

 

Partilhar este post

Deixar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *