Home / Empreendedorismo /

KPI: o que são indicadores de desempenho

kpi o que são indicadores de desempenho

KPI: o que são indicadores de desempenho

 

Trabalha com marketing? Sabe o que é um KPI (Indicador chave de desempenho)? Sabe como os medir? Sabe para que servem?

Se respondeu “nim” à grande maioria destas perguntas, não se preocupe (ou melhor, preocupe-se um bocadinho). Não é o único.

A verdade é que a grande maioria dos empresários não tem a mínima ideia do que são os indicadores de desempenho, e porque é que são tão importantes para uma boa estratégia de marketing.

 

Agora vem a melhor parte:

Isso está prestes a mudar. Hoje iremos não só explicar-lhe o que são KPI’s, como também dar-lhe alguns exemplos práticos.

 

O que é KPI?

De forma simples um KPI ( key performance indicator ) é um indicador chave de desempenho, que ajuda a perceber se está ou não a alcançar os seus objetivos.

É importante frisar desde já que existe uma diferença muito significativa entre métrica e KPI.

Enquanto a primeira mede uma determinada informação (ou seja, determinados pontos específicos), o segundo mede o resultado de determinadas ações (pode ser uma campanha ou um evento por exemplo).

Frisamos apenas que um bom indicador de desempenho pode ser numérico (o visitante do blog viu 4 páginas) ou percentual (a taxa de rejeição do site é de 25%).

Tenha em conta que de acordo com o Content Trends de 2017 53,7% das empresas bem-sucedidas documentam as estratégias utilizadas.

A par disso, apenas 25,2% das empresas que não fazem essa gestão e monitorização de forma correta indicam que têm sucesso nas suas estratégias. Mas, admitem que existe uma grande margem de melhoria.

 

Deve-se estar a perguntar:

“Mas o que é preciso para um KPI ser realmente efetivo?”

 

Pois bem, isso depende obviamente dos seus objetivos e metas. Mas, as características base de um bom indicador de desempenho são:

  • Ser objetivo;
  • Ser mensurável;
  • Tem de ser simples de verificar;
  • Tem de ter um determinado valor agregado;
  • Deve ser facilmente compreendido;
  • Deve ser comunicável;
  • Deve trazer consenso ao objetivo definido;
  • Deve ser relevante para a tomada de decisão;
  • Deve ajudar a fazer escolhas inteligentes;
  • Deve ser periódico.

Se conseguir definir os seus KPI’s de acordo com estes pontos, irá ser um excelente indicador.

 

Como escolher os melhores KPI’s para o seu negócio?

Tal como dissemos anteriormente um bom KPI é definido de acordo com o seu negócio.

Assim, um bom KPI para mim pode ser o número de visitantes do blog (se o meu objetivo for aumentar a notoriedade da marca) e para si pode ser aumentar o número de conversões no departamento comercial.

Tudo vai efetivamente depender do tipo de negócio e do objetivo (ou objetivos) definido.

Desta forma, saiba então que os KPI’s podem ser divididos em 3 grupos distintos: primários, secundários e práticos.

Todos eles são importantes, e na maior parte dos casos acabam por estar interligados. Desse modo, é essencial que não descure de nenhum simplesmente porque julga não ser interessante.

 

Agora sim! Vai ficar interessante:

 

1. KPI’s Primários

Na área de marketing digital, um KPI primário é aquele que mede efetivamente um resultado. Isto é, demonstra por A + B se a estratégia implementada está a ter (ou não) os resultados esperados.

   

Alguns dos exemplos mais comuns neste âmbito são:

  • Leads
  • Custo de aquisição por lead
  • Tráfego
  • Receita total
  • Receita por compra
  • Taxa de conversão
  • CAC – Custo de aquisição por cliente

 

2. KPI’s secundários

Os KPI’s secundários servem essencialmente de apoio aos primários. Ou seja, são resultados que se bem analisados podem ajudar a obter melhor retorno dos KPI’s primários.

Alguns dos exemplos mais comuns neste âmbito são:

  • Aumento do número de visitas de um canal do Youtube
  • Custo detalhado por lead (ou seja, o custo ao longo do funil de venda)
  • Origem do tráfego – orgânico, referral, social, email, direto…
  • Número de assinantes de um blog
  • Número de assinantes de uma Newsletter
  • Visitantes que interagem com um CTA (call to action)
  • Média de preço por transação
  • Custo por visitante
  • Visita recorrentes de um blog ou site

Tal como dissemos, os mesmos justificam os primeiros e servem de apoio aos mesmos, mostrando como os resultados estão a ser alcançados.

 

3. KPI’s Práticos

Estes KPI’s já são um pouco mais “para nerds” já que envolvem um sem número de estatísticas que a maior parte não gosta de analisar.

De forma muito resumida, este tipo de KPI é essencial para uma estratégia de Inbound marketing. E porquê? Porque ajuda a acompanhar dados detalhados sobre o comportamento, aquisição e características do leitor.

Alguns dos exemplos mais comuns neste âmbito são:

  • Pageviews
  • Páginas por visita
  • Bounce Rate (ou taxa de rejeição)
  • Análise das landing pages
  • Interações sociais
  • Tráfego
  • Visitantes (Novos vs. retorno)
  • Conteúdos mais lidos
  • Páginas mais visitadas
  • Page Rank
  • Palavras-chave mais utilizadas
  • Posicionamento da sua empresa comparativamente à concorrência
  • Número de visualizações de um vídeo

A par destes, existem muitos outros que podem ser medidos e analisados de forma a conhecer melhor o seu público alvo (ou persona se quiser ser mais detalhado).

 

Como aplicar os KPI’s na prática?

Como já percebeu isto é tudo muito bonito, mas como é que isto se faz na prática?

Já deve ter percebido, existe um sem número de métricas e KPI’s que podem ser medidos. Por isso, é importante antes de tudo que perceba quais são relevantes para si.

Tenha em conta o seguinte: existem dois tipos de empresários que falham na análise de KPI’s:

  • Os empresários que não analisam nada
  • Os empresários que analisam demais

Por isso, não seja nenhum dos dois, ou então poderá entrar numa espiral descendente. Assim, na prática o que deve reter é: não analise dados que são irrelevantes.

Lembre-se que os indicadores de desempenho vão servir exatamente para que consiga perceber quais as estratégias que estão a diferenciar o seu negócio da concorrência.

Esses sim, são aqueles que irá valer a pena acompanhar, pois são os que vão tornar o seu negócio verdadeiramente fascinante.

 

Veja agora:

Dica extra sobre KPI’s: não se engane pelos indicadores de vaidade

Esta é apenas uma dica extra que resolvemos deixar! Porquê? Porque é muito simples perder-se nestes indicadores.

Os indicadores de vaidade são aqueles que na teoria fazem muito bem ao ego, mas na prática não servem para grande coisa.

Quer alguns exemplos práticos? Ora veja:

  • Comentários nas redes sociais
  • Número de likes na publicação
  • Número de pessoas que segue os seus perfis…

Pode parecer um contrassenso, mas estes dados por si só não revelam absolutamente nada. Um comentário é apenas e só um comentário. Um like idem…

Para estes KPI’s serem relevantes devem ser relacionados com outros dados, só assim as ilações obtidas vão ser benéficas para o seu negócio.

 

Agora que já sabe o que é um KPI, o que são indicadores de vaidade, quais os KPI’s mais frequentes e como aplicar os mesmos na prática, está na hora de começar a medir os seus resultados.

Acredite que se bem utilizados, vão fazer uma diferença abismal no seu negócio.

 

Gostou deste artigo? Compartilhe a sua opinião!


Escolha qual o assunto de interesse que pretende receber no seu email.




 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *