o que é publicidade infantil perigoso

Publicidade Infantil: o que é e quais os seus perigos!

O termo publicidade só por si já tem uma conotação orientada para alcançar o público-alvo. Contudo, existe um público que tem gerado alguma polémica ao longo dos anos e necessita de ser observado.

Estamos a falar das crianças e da publicidade infantil, ou seja, a divulgação de publicidade de produtos orientados para as crianças. Tomemos como exemplo o vídeo abaixo:

 

 

Por incrível que pareça, mesmo sendo os pais a ter o poder de aquisição, as empresas de publicidade e marketing continuam a investir grandes quantidades de dinheiro em empresas de pesquisa para analisar os hábitos das crianças e famílias. Como resultado, estas empresas descobrem informações privilegiadas que lhes permite promover os seus produtos para crianças.

Inegavelmente, e está provado estatisticamente que o agregado familiar tem vindo a diminuir ao longo dos anos e os rendimentos acabam por aumentar, fazendo isto com que os pais estejam mais dispostos a satisfazer os seus filhos com jogos, brinquedos e outros materiais.

Sim! Os anunciantes sabem perfeitamente disto!

Continuando…

Sendo as crianças um público vulnerável surge aqui uma polémica que visa perceber o que é possível ser apresentado e o que é abusivo. Por esta razão, decidimos escrever este artigo para explicar o que é publicidade infantil e quais os seus perigos!

O que é Publicidade Infantil?

Imagine-se estar sentado no sofá com o seu filho de cinco anos a ver os cartoons favoritos. De repente, um anúncio de brinquedo surge no ecrã.

Aposto que sabe o que vai acontecer de seguida! Esta situação acontece todos dias a famílias ao redor do mundo.

Com efeito, as crianças com menos de sete anos de idade têm dificuldade em entender a diferença entre publicidade e entretenimento, e os mecanismos de persuasão e imagens meramente ilustrativas são as principais armas das grandes marcas.

Certamente, com vários canais e formatos para divulgação na atualidade – desde a televisão à Internet. A medição de consumo acaba por ser um pouco mais difícil de gerir por parte dos pais. No entanto, existe algumas regras que tendem a ser obedecidas na publicidade infantil.

Deixamos aqui alguns links úteis se pretender saber um pouco mais sobre o assunto:

A publicidade infantil pode-se compreender como abusiva uma vez que se trata de um indivíduo que não possui maturidade para decisão, que está em desenvolvimento e não consegue responder eficientemente ao discurso da propaganda.

Não vamos complicar, a publicidade deve ser orientada para os pais, os avôs, familiares e educadores – grupo este de pessoas capaz de se responsabilizar por mediar o consumo das crianças.

O impacto negativo da Publicidade Infantil

A publicidade infantil pode ter efeitos negativos nas crianças especialmente quando os pais não têm o devido cuidado e não ensinam aos seus filhos que o dinheiro é fundamental à estabilidade do quotidiano.

o que é publicidade infantilAlém disso, as mensagens nos anúncios são mal interpretadas e tem como resultado a implementação de crenças erradas nas crianças.

A publicidade acaba por influenciar as suas mentes, criando o desejo de possuírem o produto que vêem – comprador compulsivo

Assim sendo, a verdade é que os efeitos da publicidade sobre as crianças é algo que não deve ser facilmente ignorado.

Alguns dos efeitos negativos da publicidade sobre as crianças são:

  • Os anúncios publicitários incentivam as crianças a pedir aos seus pais que comprem os produtos que vêem nos anúncios, independentemente se necessitam ou não, se são úteis ou não. Mais ainda, vai criar um desejo de compra onde muitas crianças fazem birras e utilizam táticas para forçar os adultos a conseguir o que querem.
  • Como já mencionado anteriormente, as crianças são vulneráveis e podem interpretar mal as mensagens que são transmitidas nos anúncios publicitários. Alguns estudos têm mostrado que eles tendem a se concentrar nos pontos negativos, em vez dos positivos.
  • Os anúncios vistosos e anúncios de TV, Internet e Revistas acabam por despertar uma tendência para compras impulsivas.
  • Inevitavelmente as crianças tendem a sentir maior atração pelas marcas que se promovem mais do que as restantes.
  • Imensos anúncios envolvem acrobacias perigosas que mesmo tendo avisos legais as crianças tentam imitar.
  • Com tantos anúncios atraentes de alimentos, fast food e bebidas não saudáveis, a saúde das crianças tem sido afetada. Estas propagandas tiveram como resultado o aumento da obesidade, diabetes, problemas cardíacos e outras condições em crianças ainda pequenas.
  • A publicidade infantil tem impacto na auto-estima, criando sentimento de inferioridade perante outras crianças se eles não têm os produtos mais recentes ou que estão na moda.

 

O objetivo dos pais deve ser o de ajudar as suas crianças a compreender a diferença entre a informação de um produto e as estratégias utilizadas pelas marcas anunciantes para vender.

Assim, deve certificar-se de que elas conseguem processar esses anúncios de forma crítica, sabendo discriminar entre o que é conteúdo comercial e não comercial e também identificar a intenção persuasiva da publicidade.

Obviamente, com tantos anúncios a surgir na TV e Internet é importante monitorizar quais as imagens elas têm acesso. Há imensas atitudes que os pais podem fazer para garantir que as estratégias de marketing utilizadas pelas marcas não tenham um efeito negativo.

Conclusão, incentive as crianças a jogar, sair, ler, brincar no exterior ou interior, principalmente socializar.

 

Não se esqueça! Se necessitar de ajuda, basta nos chamar via email ou redes!

Antes de sair deste artigo, ajude-nos! Basta partilhar esta página, certamente existe alguém seu conhecido, um amigo ou familiar que até pode querer ler também 😉!

Até à próxima e fique atento todas as semanas publicamos conteúdo novo!

[social_warfare buttons=”Facebook, Google, Twitter, Pinterest, Total”]

 




Escolha qual o assunto de interesse que pretende receber no seu email.


 

anuncio infantil, enem, inscrição do enem 2014, locais de prova enem 2014, o que é publicidade infantil, propaganda infantil, publicidade infantil em questão no brasil, publicidade infantil no brasil, publicidade infantil redação


André Ferreira

André Ferreira

Nascido e criado no universo da publicidade, é impensável eu estar noutro lugar. Sou o fundador do Blog Publicidade & Marketing e também Digital Marketeer de profissão, mas sobretudo acredito que qualquer pessoa consegue alcançar o seu sucesso, através de muita dedicação e só com o apoio das ferramentas correctas.