Home / Marketing /

Conheça 6 dicas para estimular a sua criatividade

criatividade

Conheça 6 dicas para estimular a sua criatividade

Tem dificuldades em ultrapassar os limites da criatividade e em criar algo que seja, de facto, genuinamente inovador? Este é um problema que acontece a muitos profissionais, principalmente aqueles que trabalham dia após dia no ramo do design, do marketing e da publicidade.

No entanto, por vezes é necessário saber como estimular a nossa criatividade. Por essa mesma razão, hoje decidi voltar-me para a Internet para fazer um pouco de pesquisa sobre este tema e tentar encontrar algumas dicas que me ajudem – e a todos vocês – a tirar o máximo proveito de novas ideias.

Assim sendo, apresento 6 dicas para estimular a sua criatividade e dar forma a excelentes trabalhos inovadores. Preparado? Vamos lá então.

6 dicas para estimular a sua criatividade

1 – Aprender através de colaboração

A curiosidade irá levá-lo à criatividade. Andrew Ng, que fazia parte do Google e agora está integrado na empresa Baidu, não acredita que a inovação provenha de flashes imprevisíveis de génio. Em vez disso, disse que enquanto seres humanos nos podemos tornar mais criativos e inovadores de uma forma sistemática.

“Na minha vida, descobri que, sempre que não tinha a certeza do que fazer a seguir, iria aprender muito, ler muito, conversar com especialistas. Não sei como funciona o cérebro humano, mas é quase mágico: quando lemos o suficiente ou falamos com especialistas suficientes, novas ideias começam a aparecer “, disse em entrevista à imprensa.

Na verdade, colaborar e aprender com os outros pode ser exatamente o que precisa para aumentar sua criatividade.

2 – Faça algo que ama

Preso a certas ideias? Não tem a certeza do que fazer? A sua vida precisa de algum equilíbrio para garantir que a sua criatividade não sofre. Na Internet, descobri hoje que, numa uma carta a seu filho, Albert Einstein lhe deu um óptimo conselho para estimular o filho a tocar piano: fazer algo de que gosta.

“Essa é a maneira de aprender mais, já que quando estamos a fazer algo com prazer não percebemos sequer que o tempo passou”, escreveu Einstein. “Às vezes estou tão envolvido no meu trabalho que me esqueço de almoçar”.

   

O amor e a criatividade estão entrelaçados. Um hobby, como tocar um instrumento, correr ou colecionar objetos de arte, pode ajudá-lo a relaxar e lutar contra o stress, dando um impulso à sua criatividade.

3 – Encontre inspiração à sua volta

Procure inovação em diferentes mercados e nichos para além dos quais aqueles em que atua. Procure investigar aquilo que as empresas estão a fazer e entender porque razões o fazem. Se não sabe por onde começar, faça a si mesmo a seguinte pergunta: é leal a que empresas? E porquê? Tirar inspiração de outros modelos de negócio é uma ótima maneira de aumentar a sua própria criatividade.

4 – Desligue-se (ou simplesmente não faça nada)

Às vezes, as suas melhores ideias virão quando não está a esforçar o seu cérebro, obrigando-o a alcançar a próxima grande ideia. Esta ideia pode surgir-lhe enquanto dorme, por exemplo. Uma boa noite de descanso irá ajudá-lo a ser mais produtivo e criativo.

Por outro lado, a grande ideia pode ocorrer-lhe enquanto a sua mente vagueia no chuveiro, ou enquanto faz meia hora de passadeira no ginásio, ou uma longa caminhada à beira mar. Por isso, lembre-se: se a sua criatividade estiver a faltar, desligue-se. Relaxe. E deixe o seu cérebro fazer a sua magia por si mesmo.

5 – Caminhe

Uma pessoa passa, em média, 7 a 15 horas sentado, todos os dias. É de loucos, certo? Isto é terrível para sua a saúde e o seu humor, o que significa que pode ser terrível também para a sua criatividade.

Uma investigação de Stanford indicou que andar melhora o pensamento criativo. Num estudo de acompanhamento, a HBR descobriu que as pessoas que participam em reuniões enquanto caminham são mais criativas e comprometidas. Ao caminhar durante o trabalho não resolverá a crise do assento nacional, mas é um passo na direção certa.

6 – Defina o ambiente certo

A falta de ideias ou a incapacidade de resolver um problema podem ser extremamente frustrantes. A menos que valorize silêncio completo, a música pode ser o ingrediente em falta para dar um impulso na sua criatividade. Quer um bom exemplo? Steve Jobs usava música para mudar o seu humor e se manter criativo. E se funcionou com ele… por que não haveria de funcionar contigo?


Escolha qual o assunto de interesse que pretende receber no seu email.




 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *