Home / Comunicação Visual /

Já viu este Guia Emocional das Cores para entender a Ciência dos Logótipos?

logótipos

Já viu este Guia Emocional das Cores para entender a Ciência dos Logótipos?

Não há nada na criação de um logótipo que fique ao acaso. Todos os pequenos aspectos são considerados e avaliados segundo um prisma que tem em conta os melhores conceitos de Marketing e que tentam perceber que impacto um determinado símbolo pode ou não impactar a audiência de forma positiva ou negativa.

Um dos principais elementos a ter em consideração é a cor. A escolha de uma cor errada num logótipo pode de imediato transmitir uma ideia muito negativa do espírito da marca. Todos os designers têm a noção disto e é por isso que, antes de porem mãos ao trabalho, elaboram briefings com os seus clientes de forma a alinharem conceitos e ideias sobre o público alvo da empresa.

Neste artigo, falamos da importância das cores nos logótipos e explicamos os significados imbuídos em cada cor. Para sermos mais rigorosos apresentamos um logótipo para cada cor de modo a exemplificar aquilo de que falamos.

Um guia emocional das cores para entender a ciência dos logotipos

Vermelho

A utilização da cor vermelha em logótipos transmite sempre ideias como ação, aventura, amor, paixão, força e vigor… embora por vezes reflita também sensações mais negativas como agressividade, perigo e sangue. Tratando-se de uma cor quente e intensa, não é de admirar que seja especialmente usada por marcas ativas que procuram incitar emoções fortes e, em certos casos, a vontade de comer e beber. O logótipo icónico da Coca-Cola, onde predomina o vermelho, remete, por exemplo, para esses sentimentos de excitação, energia, força e aventura que estão associados a este refrigerante especialmente popular entre os jovens.

Cor-de-Rosa

O cor-de-rosa é especialmente associada a marcas femininas uma vez que evoca delicadeza, gentileza, inocência, leveza, tranquilidade e até mesmo romantismo. Normalmente, muitas das marcas que utilizam cor-de-rosa estão associadas a causas feministas. Um dos exemplos mais notáveis é o dos símbolos que representam a luta contra o cancro da mama, que integram sempre o cor-de-rosa. Mas existem outros exemplos, como o logo da Barbie e da Hello Kitty.

Cor-de-Laranja

Entretanto, entre o vermelho e o amarelo surge o cor-de-laranja, uma cor que balança os atributos de ambas as cores e que evoca criatividade, alegria, entusiasmo e juventude. Entre os logos famosos que podemos encontrar no mercado e que inspiram esta mesma noção de criatividade e juventude, apontamos o refrigerante Fanta, cujo logo tem um fundo laranja vivo e ainda o logo do canal televisivo de conteúdos infantis Nickelodeon. O laranja, por ser uma cor mais divertida e jovem, serve para promover ainda mais o conceito de diversão.

Amarelo

O amarelo é uma cor usada por marcas que procuram estimular um espírito de grande felicidade e alegria e ao mesmo tempo evocar sensações como aquecimento e gratidão. Ainda assim, em certos casos, pode também ser usada para veicular sentimentos mais negativos como a cobardia, cuidado e aflição. Olhando para o mercado, identificamos facilmente um logotipo que incorpora o amarelo para expressar felicidade: o McDonalds, com o seus dois arcos amarelos a formar um grande M. Aqui, é importante notar que o amarelo não está a funcionar sozinho: o logo tem um fundo vermelho que, contra balançado com o amarelo, dá bastante força à marca.

Verde

Os logótipos associados à cor verde remetem sempre para temas como ambiente, ecologia, frescura, calma, saúde, dinheiro ou natureza. De muitas formas, o verde representa a vida e mostra-se no mercado como uma cor agradável e relativamente neutra, sendo considerada fria e quente em simultâneo. Basta olharmos para o símbolo global da Reciclagem, por exemplo, para encontrarmos uma boa expressão do verde com um sentido fortemente ecológico. Entretanto, existem várias marcas, como o Starbucks e o Spotify, que contam também com logótipos verdes de forma a veicular uma imagem que transmita tranquilidade e calma.

   

Azul

O azul, por outro lado, transmite outros sentimentos e ideias como autoridade, calma, confiança, dignidade, sucesso e segurança. De forma geral, esta é sem dúvida uma das cores mais utilizadas em todo o mercado, independentemente do nicho onde a empresa atua: marcas comerciais, institucionais e até mesmo partidos políticos recorrem a esta cor para transmitir uma imagem de estabilidade e segurança. Um dos casos mais comuns e famosos é o Facebook, a maior rede social do mundo, que conta com um logótipo azul e uma identidade visual que assenta sobretudo nesta cor, que reflete assim uma ideia de positivismo e força.

Roxo

Numa combinação de vermelho com azul, nasce o roxo, que incorpora a força da realeza e do luxo (especialmente porque na Antiguidade Clássica esta era uma cor reservada apenas às classes mais altas da sociedade). Fantasia, mistério, sofisticação e espiritualidade são também alguns dos temas associados a esta cor. Desta forma, não faltam logótipos no mercado a fazer uso do roxo para criar a sua identidade visual. A marca Hallmark, por exemplo, tenta usar esta cor para expressar a ideia de riqueza e sofisticação. Já o logótipo do SyFy, canal televisivo que transmite conteúdos de ficção científica e fantasia, é também roxo, indo uma vez mais de acordo com as ideias evocadas por esta cor.

Castanho 

O castanho é uma cor quente muito associada à terra e à natureza, à semelhança do verde, transmitindo também a ideia de calma e seriedade.  Porém, também comunica outros sentimentos e conceitos, como a simplicidade, seriedade e submissão. Ao nível de produtos é especialmente associada ao café e chocolate. Bons exemplos da utilização do castanho em logótipos podem ser encontrados no logo da M&Ms, a marca de chocolates e amendoins e ainda no logo do gelado Cornetto da Olá.

Preto

O preto é uma cor que exerce sentimentos como autoridade, rigidez, conservadorismo, mistério e seriedade. É fácil perceber porque razão o preto tem esta carga emocional: tecnicamente, o preto absorve todas as outras cores. Talvez seja por esta razão que o preto é utilizado por muitos logos que esperam transmitir uma ideia de simplicidade e sofisticação. Basta olharmos para o mercado para encontrarmos milhares de marcas internacionalmente reconhecidas a usar o preto, tal como a Adidas, a Channel, a BBC, a WWF e até mesmo a Playboy. Todas procuram manter o mesmo aspeto de sobriedade, elegância e sofisticação.

Cinzento

A cor que encontramos entre o branco e o preto é o cinzento: uma cor que expressa igualmente autoridade mas que ao mesmo tempo evoca humildade, respeito e neutralidade. Muito frequentemente os logótipos que usam o cinzento incluem também outras cores, de forma a contrabalançar com uma cor que é em si extremamente neutra. Entre os muitos logos a usar o cinzento encontramos, por exemplo, o da Wikipedia, um portal que agrega informação e conhecimento e que espera transmitir informação segura e neutra, livre de opiniões que distorçam a informação. Outro logo também conhecido por usar o cinzento é o da Swarovski a marca de luxo de cristais que são, predominantemente, cinzentos ou prateados.

Branco

Não é difícil perceber que tipo de emoções representa o branco: limpeza, pureza, inocência, esterilidade, simplicidade e confiança. Ainda assim, nas culturas orientais é pouco frequente encontrarmos o branco presente em logótipos: é fácil perceber porquê. O branco é uma cor fúnebre e deve ser evitada em logotipos.


Escolha qual o assunto de interesse que pretende receber no seu email.




 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *