Home / Marketing /

Marketing Ombro a Ombro: como entender as marcas de hoje

marketing ombro a ombro

Marketing Ombro a Ombro: como entender as marcas de hoje

Não há melhor forma de aprender as melhores técnicas de Marketing do que acedendo a conteúdos qualificados transmitidos pelos maiores especialistas da área. Por essa mesma razão, poder-se-á também dizer que não há melhor forma de se aprender a trabalhar as marcas do que seguindo o exemplo de outros, e o que a experiência lhes ensinou, através de um livro.

O manual Marketing Ombro a Ombro – Estratégias eficazes na era do consumidor ativo, conectado e poderoso é uma obra da autoria de João Pinto e Castro, publicada em 2011, que nos apresenta uma reflexão atualizada e bem elaborada dos desafios postos ao marketing de relação tendo em conta a tendência emergente das redes sociais.

Tratando-se de uma obra voltada para profissionais de marketing e a gestores de marcas, Marketing Ombro a Ombro vai direto a um assunto pertinente e, para o melhor representar, considera o papel das marcas e o que estão a fazer nos dias de hoje para conquistar e fidelizar comunidades de clientes.

Marketing Ombro a Ombro: um livro a ter na sua estante

Ao longo da obra, João Pinto e Castro recorda a dimensão simbólica das marcas, naquilo a que chama de criação de sentido, um conceito fundamental para que a marca se possa alinhar com as necessidades e desejos dos consumidores.

“O papel das marcas não é impor ou inventar tendências, é prestar atenção às movimentações dos cidadãos e dos consumidores, integrá-las, acarinhá-las, protegê-las, patrociná-las”, diz o autor na obra.

Ao longo de quase 300 páginas, o autor dá enfoque ao tema do envolvimento da marca com as suas comunidades de clientes, o que se pode processar por via da multiplicação dos diálogos, pela atitude na escuta e pela ousadia na criação de valor. Um dos pontos a favor desta obra é, sem dúvida, a apresentação de casos práticos que espelham aquilo de que o autor nos vai explicando e que ajudam à compreensão dos conceitos e nos permitem uma visão mais abrangente do que podemos fazer pelas nossas marcas.

marketing ombro a ombro“Vivemos numa época em que, para terem êxito, até os produtos físicos têm de ser geridos como serviços. Um serviço não é uma coisa, é um relacionamento cuja avaliação positiva depende mais do processo em que o consumidor se envolve do que o resultado final obtido”, observa João Pinto e Castro no livro.

   

O livro, estimulado pelo paradigma digital emergente, discute de forma acesa o conceito de marketing de relação. Como nos diz o autor, nunca se partilhou tanta informação a tão baixo preço, não há ninguém que não saiba que os custos de produção e distribuição são praticamente nulos e que as redes sociais despertam o apetite das marcas. Obviamente que o digital influenciou e determinou os quocientes de informação dos consumidores, possibilitando-lhes escolhas mais avisadas.

No digital a carga emotiva é relevante e o exemplo escolhido para o autor acerca da polémica desencadeada em Dezembro de 2010 entre uma consumidora e a Ensitel (uma empresa que se dedica ao comércio retalhista de equipamentos de telecomunicações) parece um exemplo cabal de como uma onda de indignação de consumidores exaltados determina a uma empresa uma inflexão de atitude e uma autocrítica velada.

O que Marketing Ombro a Ombro nos mostra é que nenhuma marca pode andar distraída quanto à força das comunidades onde os aderentes se sentem pessoas e até exercitadores da cidadania; o autor serve-se desta influência fervilhante para considerar que o marketing de relação gera mais oportunidades de sucesso que o marketing intrusivo.

Passando ao elogio consumado do marketing ombro a ombro, o autor distingue marketing de venda pura: o primeiro consiste em encarar a empresa do ponto de vista do seu resultado, a segunda olha para o consumidor como um instrumento ao serviço da satisfação do desejo da rentabilidade. Obviamente que a fronteira não é cerrada e é impossível conceber uma estratégia de vendas que não preveja, com o possível rigor, resultados em função do perfil dos clientes.

Em suma, esta é uma obra que fala de mudanças. Os consumidores ganharam poder e aprenderam a exercê-lo em todos os países e em todos os mercados. Já lá vai o tempo em que as empresas se podiam dar ao luxo de falar com os seus clientes de cima para baixo. Está na hora de entender e abraçar  transformação e mostrarmos como as empresas e as marcas mais lúcidas estão a convertê-la em novas oportunidades. Os gestores de marketing precisam de entender os princípios do Marketing Ombro a Ombro e de agir em conformidade.

 

Partilhar este post

Deixar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *