Home / Empreendedorismo /

5 lições que a psicologia humana nos dá sobre Marketing

psicologia

5 lições que a psicologia humana nos dá sobre Marketing

Não é novidade nenhuma que a área do Marketing é muito extensa, abrangendo uma série de diferentes ciências sociais e humanas. No dia a dia, os profissionais de vendas têm de lidar com uma variedade de situações distintas, procurando sempre ir ao encontro das necessidades do consumidor de forma a concretizar a venda.

Um dos ramos que surge frequentemente associado ao Marketing é o da psicologia. Muitos estudos de mercado e ao comportamento do indivíduo enquanto consumidor têm revelado algumas verdades interessantes acerca dos estímulos a que o ser humano responde quando confrontado com o mercado consumista.

Ao longo dos próximos parágrafos, é sobre psicologia e marketing que vou debater um pouco. Após uma investigação extensiva à relação entre estes dois ramos, consegui encontrar algumas curiosidades interessantes acerca do funcionamento do cérebro humano que, aplicadas ao seu negócio, o podem ajudar a aumentar as suas conversões.

5 lições que a psicologia humana nos dá sobre Marketing

1 – A mente humana é propensa à impulsividade

Esta é uma lição extremamente valiosa. Independentemente das características demográficas, a maioria das pessoas faz compras por impulso. É por essa razão que na realidade do marketing o tão conhecido Call To Action funciona de forma tão eficaz, induzindo potenciais clientes à acção. O segredo do sucesso passa por saber exactamente onde aplicar “pressão” para que uma visita de um cliente se transforme numa conversão.

2 – As imagens são processadas mais rapidamente do que o texto

A sabedoria popular tem-nos vindo a dizer que uma imagem pode valer mil palavras – e a verdade é que, segundo dados cientificamente comprovados, uma imagem pode transmitir uma mensagem numa breve fracção de tempo, ao passo que texto demorará muito mais a ser absorvido. Mais importante ainda, foi demonstrado que as pessoas pensam em imagens. As imagens visualmente poderosas passam por um longo processo de absorção. Às vezes, uma imagem ajuda a concluir o negócio quando os consumidores estão a considerar fazer uma compra online.

   

3 – O azul está associado à confiança

As cores têm muitos significados e o azul está significativamente associado à sensação de confiança. Os profissionais de marketing podem (e devem!) fazer uso da investigação disponível no ramo da psicologia da cor. Claro, os comerciantes devem estar conscientes de que fatores sociais estão também em jogo nestas associações. Por exemplo, na cultura americana, o branco simboliza a pureza tornando-se uma cor preferida para os vestidos de noiva. Em contrapartida, a cultura chinesa atribui a mesma cor à morte, luto e perda.

4 – O primeiro número que um cliente vê pode impactar a forma como o cliente avalia o preço no futuro

Este facto desconhecido de muitos profissionais de Marketing é bastante importante. Por exemplo, um consumidor à procura de uma televisão, que disponha de um orçamento de 1000 euros para a sua compra, pode ver uma TV com um preço de 4000 euros e considerar que está muito acima das suas possibilidades. No entanto, se esse mesmo consumidor vir a mesma televisão marcada para 1500 euros, o preço dramaticamente reduzido tem um efeito que pode impulsionar o consumidor a comprar a TV, apesar de ter superado o orçamento original.

5 – Todas as decisões são baseadas na emoção

O estudo da neurociência provou que cada decisão única – mesmo aquelas feitas por indivíduos mais “racionais” – são determinadas pelas emoções. Os vendedores que procuram suscitar respostas emocionais como forma de obter mais vendas devem, em vez disso, abordar este método como uma forma de alinhar produtos/serviços e campanhas adequadamente para irem ao encontro da emoção a que os consumidores são mais propensos.


Escolha qual o assunto de interesse que pretende receber no seu email.




 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *